Translate Welcome

SE ALGUÉM FALAR, FALE SEGUNDO AS PALAVRAS DE DEUS; SE ALGUÉM ADMINISTRAR, ADMINISTRE SEGUNDO O PODER QUE DEUS DÁ, PARA QUE EM TUDO DEUS SEJA GLORIFICADO POR JESUS CRISTO, A QUEM PERTENCE A GLÓRIA E O PODER PARA TODO O SEMPRE. AMÉM. 1 Pe 4.11

A PAZ DO SENHOR JESUS CRISTO

Arquivo do blog

segunda-feira, 8 de março de 2010

JÁ COMEÇOU VACINAÇÃO CONTRA GRIPE SUÍNA - FIQUE ALERTA

08/03/2010
Vacinação contra gripe suína começa hoje por profissionais de saúde
ESTE BLOG ALERTA VOCÊ ENTRAR NO YOUTUBE BATER VACINAS E PESQUISAR  -  O CORRETO É NÃO SE VACINAR  -  PERIGO
Da Redação/ Com Ieda Rodrigues
Após a pandemia de gripe A H1N1, conhecida como gripe suína, no ano passado e o risco de uma segunda onda neste inverno, o Ministério da Saúde começa hoje a vacinação em todo País da população considerada de grupo de risco para a doença. O primeiro grupo a ser imunizado, de hoje até o próximo dia 19, são os profissionais da área de saúde e indígenas. Como em Bauru não há aldeia indígena, a vacinação será apenas para quem trabalha em serviços de saúde público, privado e conveniado, entre hospitais, prontos-socorros, unidades básicas de saúde, ambulatórios e unidades de Saúde da Família, entre outros. Nesta categoria, a estimativa é que sejam vacinadas mais de 3 mil pessoas em Bauru. Na área da Direção Regional de Saúde –10 (DIR-10), o cálculo é que são cerca de 18 mil.

Em Bauru, foram registrados 128 casos de gripe suína com oito mortes no ano passado. Visando obter alto índice de cobertura vacinal, o Núcleo de Estudos, Pesquisas e Ensino em Segurança e Saúde do Trabalhador em Serviços de Saúde (Nepes) e representantes de mais de 20 hospitais, sindicatos e entidades de trabalhadores e patronais do Estado de São Paulo lançam hoje campanha para incentivar a categoria a tomar a vacina. “É fundamental que este profissional cuide de sua saúde, da saúde de sua família e da saúde dos pacientes”, afirma o médico Mário Bonciani, da direção do Nepes e vice-presidente da Associação Nacional de Medicina do Trabalho.

Bonciani afirma que a vacinação é uma arma importante contra o H1N1, principalmente porque o período de incubação da doença é assintomático. “O profissional pode transmitir o vírus antes mesmo de saber que está contaminado”. A imunização é voluntária, mas o médico acredita que deveria ser compulsória para pessoas que trabalham em UTIs, unidades de pediatria e geriatria.

De acordo com a coordenadora do Projeto Risco Biológico, a médica Cristiane Rapparini, as taxas de vacinação entre os profissionais de saúde são baixas. “O fato de o trabalhador conhecer mais o assunto não o torna apto a aderir à vacinação”, afirma a coordenadora deste projeto, formado há 10 anos por pesquisadores de instituições e universidades com o objetivo de reduzir os riscos de doenças infecciosas entre os trabalhadores de saúde.

A diretora médica da Sanofi Pasteur, Lucia Bricks, doutora em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), atribui a baixa cobertura aos falsos conceitos relacionados a eventos adversos da vacina. “É importante lembrar que a vacina não contém agente vivo, portanto não causa infecção”, ressalta. Na sua opinião, esses falsos conceitos levam até profissionais de saúde influírem negativamente na decisão do paciente de se vacinar. Para o restabelecimento da verdade é importante a educação do público leigo e dos médicos sobre os benefícios da imunização.

“Os profissionais de saúde serão os primeiros a ser protegidos, pois trabalham diretamente com pessoas doentes. Assim, é preciso evitar que eles sejam contaminados e, tão importante quanto, evitar que possam transmitir o vírus. Também vamos proteger, já nessa primeira etapa, a população indígena”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.

A vacinação dos profissionais de saúde ocorrerá no próprio local de trabalho. A Secretaria do Estado Municipal de Saúde encaminha as doses aos municípios, que ficam encarregados do organizar a campanha. Seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, deverão receber a vacina médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, recepcionistas, pessoal de limpeza e segurança, motoristas de ambulância, equipes de laboratório e profissionais que atuam em investigação epidemiológica. Já a imunização da população indígena será feita diretamente nas aldeias, em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).



____________________


Segunda fase começa dia 22

A segunda fase da vacinação contra a nova gripe, que começa em 22 de março e vai até 2 de abril, incluirá as gestantes, crianças a partir de 6 meses e menores de 2 anos de idade e os portadores de doenças crônicas, como obesidade de grau 3, asmáticos graves, diabetes, pessoas imunodeprimidas, cardiopatas e portadores de doenças respiratórias crônicas, dentre outros. As mulheres que engravidarem após 2 de abril poderão receber a vacina até o final da campanha, em 21 de maio.

Na terceira etapa da campanha, que ocorrerá entre os dias 5 e 23 de abril, será vacinada a população paulista de 20 a 29 anos de idade. E de 24 de abril a 7 de maio receberão a vacina contra a gripe A os idosos com 60 anos ou mais portadores de doenças crônicas.

Os demais idosos irão tomar a vacina contra a gripe comum (sazonal). E, finalmente, no período de 10 a 21 de maio, os adultos de 30 a 39 anos deverão ser vacinados contra a nova gripe. Em Bauru, outras informações sobre a vacinação podem ser obtidas nas Unidades Básicas de Saúde ou pelo telefone 3235-1458.

Postagens populares

JESUS o único caminho

A B E N Ç Ã O DO SENHOR ESTEJA SOBRE OS SINCEROS

O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Nm 6.24-26

Quem sou eu

Minha foto

Meu nome: Maurício Cerqueira, sou pastor da Assembleia dos Santos (Nome dado pelo Senhor em profecia) igreja do Senhor e seus remanescentes; pela misericórdia antes de ser consagrado pelo homem, tive o privilégio de ser consagrado pelo DEUS TODO-PODEROSO. Então, vivo para a Sua obra e persevero na Palavra, é necessário, pois me foi imposta esta obrigação (Jeremias 15:16). Tenho outro grande privilégio de trabalhar só para o Altíssimo e aprender a viver no dia a dia João 5:39; 14:21; Mateus 7.21; 22.37-39; I Coríntios 7:23; 13; Salmos 37.4; Provérbios 1.7; 2; Jeremias 15.16; 29.13 e 33.03... e a ser grato ao SENHOR que me proporciona todas as condições, me sustentando de todas maneiras para se concretizar o seu querer na vida deste servo inútil que lhe pertence. A L E L U I A

Receba atualizações por email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

>