Translate Welcome

SE ALGUÉM FALAR, FALE SEGUNDO AS PALAVRAS DE DEUS; SE ALGUÉM ADMINISTRAR, ADMINISTRE SEGUNDO O PODER QUE DEUS DÁ, PARA QUE EM TUDO DEUS SEJA GLORIFICADO POR JESUS CRISTO, A QUEM PERTENCE A GLÓRIA E O PODER PARA TODO O SEMPRE. AMÉM. 1 Pe 4.11

A PAZ DO SENHOR JESUS CRISTO

Arquivo do blog

terça-feira, 12 de junho de 2012

S. MALAFAIA & MORIS CERULLO "DIGA-ME COM QUEM ANDAS E EU DIREI QUEM TU ÉS!




           
http://www.pulpitocristao.com/2011/08/silas-malafaia-e-morris-cerullo-vendem-%E2%80%9Cuncao-da-medida-extra%E2%80%9D-por-911-reais/


Oséias 4:1


Neste    vídeo   uma   enxovalhada    de   mentiras, cinismo,  blasfêmias  e  sofismas pelos experts... O importado  salafrário   Dr.Morris   Cerullo   e  seu amigo também salafrário Silas Malafaia  com toda demagogia   para   seu  clube   de   fãs,    ídolos   e  admiradores   que   dariam   até   a   vida por esses usurpadores já mortos espiritualmente.



A  FARSA   DO  F ALSO   PROFETA   MORRIS   CERULLO EXPOSTO NU E  SEM A CAPA APRESENTADO PELO SEU AMIGO  PR. SILAS  MALAFAIA  COMO  UM  HOMEM DE DEUS. Leia a podridão exposta na matéria a seguir...


made in USA e importado por silas malafaia
                                             
MORRIS CERULLO EXPOSTO!
Por John Davies

Morris Cerullo é pastor e evangelista de cruzadas de cura da Assembléia de Deus. A mansão que possui tem mais de 1000 m2  está protegida atrás de dois portões no bairro mais rico dos Estados Unidos e foi avaliada em mais de U$12 milhões de dólares.  Cerullo e sua esposa são os únicos que vivem nela, e segundo relatos eles estão no campo missionário 70% do tempo... que desperdício do dinheiro de Deus!

“limusine aérea” [avião particular] de Morris Cerullo é um Gulstream G4, avaliada em torno de U$50 milhões de dólares. Ele tem dois pilotos de tempo integral e uma de suas aeromoças disse em recente depoimento que o avião tem o interior banhado a ouro. Ele teve três jatos particulares semelhantes desde então.

Morris Cerullo afirma ser um fazedor de milagres, mas está sob investigação devido ao dinheiro que tem conseguido dos doadores. John Paul Warren antigo executivo sênior do “Morris Cerullo World Evangelism” (MCWE) entrou na justiça com um processo o qual afirma que foi expulso da MCWE depois de confrontar Cerullo sobre sua “falta de ética e técnicas fraudulentas de arrecadação de dinheiro”.

Este é o segundo processo contra Cerullo. Warren que é um ministro altamente respeitado entre os que foram ordenados da terceira geração das Assembléias de Deus entrou com o processo em maio de 2000 na Corte Superior de San Diego. Ele é representado pelos advogados Dean Broyles e Tim Rutherford de San Diego, e Hunter Lundy, de Lake Charles, Louisiana. Lundy representou com êxito Marvin Gorman em seu processo contra o tele evangelista Jimmy Swaggart em 1991 que resultou em um veredito de grande prejuízo contra Swaggart.

“Cerullo refere a si mesmo como “Dr. Cerullo”, embora não tenha qualquer grau acadêmico que o qualifique a ostentar este título”, diz Lundy. “Ele vai aos escritórios da MCWE em San Diego que chama de “controle da missão”, mas ele não trabalha como um ministro comum de uma igreja física ou congregação”. Cerullo arrecadou milhões de dólares e comprou o já morto canal de TV PTL Network, o parque temático e uma área de conferências tirando-as da falência judicial depois que a carreira do tele evangelista Jim Bakker terminou quando ele foi condenado e enviado para cumprir a pena em um presídio federal por fraude”.

“Cerullo afirma ter tido o primeiro encontro com Deus quando tinha a idade de oito anos. Desde então, a sua vida aparentemente foi uma sucessão de experiências sobrenaturais após outra”, diz Lundy. “Ele diz que foi tirado de um orfanato judeu por dois seres angelicais; transportado ao céu para um encontro com Deus; recebeu a habilidade para predizer o futuro e poder curar os doentes; ele fala para a sua audiência que quando eles olham para ele estão “olhando para Deus”.

De acordo com Broyles, o foco primordial de Cerullo está em arrecadar milhões de dólares em nome de Deus para sustentar o próprio estilo de vida opulento tanto nos Estados Unidos quanto no exterior. Ele diz: “as vítimas das táticas de Cerullo e a fonte de seus milhões de dólares são os idosos, viúvas e os pobres nos Estados Unidos e também em países do terceiro mundo”. Broyles diz que as táticas de arrecadação de fundos de Cerullo incluem pedidos diretos, reuniões de oração, venda de videoteipes, orações transmitidas em rede, comerciais de televisão e campanhas por correspondência, entre outros, tudo baseado em ensinos distorcidos e falsas promessas.
Warren que tem conhecimento em primeira mão das operações que ocorrem dentro da MCWE, diz“Cerullo fez incontáveis promessas aos seus doadores de dinheiro, os quais nunca pretendeu manter. Ele arrecadava dinheiro para projetos populares que geravam apoio de doadores, entretanto nunca fazia o projeto, mas ficava com o dinheiro”. Warren diz que logo após se mudar para San Diego para assumir a liderança da MCWE descobriu que Cerullo usou o status de entidade de caridade da MCWE para ter  lucro pessoal. “Cerullo comercializa o evangelho para sua própria riqueza pessoal”, diz Warren.  Warren pediu para Cerullo se arrepender das suas práticas enganosas de arrecadação de fundos e devolver os milhões de dólares aos seus doadores, mas ele recusou.

O filho de Cerullo, David Cerullo, assumiu o comando da antiga PTL Network, agora conhecida como Inspiration Network (INSP) localizada na Carolina do Norte e que serve como um meio de disseminar os programas de pedidos de dinheiro de Cerullo e gerar nomes para futuros esforços de arrecadação de fundos. Nem o MCWE de Cerullo nem a sua Inspiration Network são financeiramente responsáveis por qualquer grupo", diz Rutherford. "Na realidade, Cerullo, seu filho David e sua esposa Theresa são todos sócios do conselho de administração do MCWE”.

Os advogados de Warren dizem que suas fontes informaram que 70% da renda de Cerullo são provenientes de atividades empresariais orientadas ao lucro ao invés das atividades não lucrativas ditadas pelo seu status de entidade isenta de impostos.

“Cerullo vive em uma confortável mansão de milhões de dólares atrás de dois portões de segurança em uma propriedade luxuosa no exclusivo Rancho Santa Fé, o bairro mais rico do país. A MCWE possui e controla numerosas propriedades empresariais, vários automóveis de luxo e um jato particular banhado a ouro. Ele informou ter pessoalmente estimado seu patrimônio líquido em 100 milhões de dólares”. Isso tudo se parece com o estilo de vida de um ministro do evangelho? pergunte para Lundy.

Os advogados dizem que parece haver dificuldades enfrentadas por Cerullo e o seu ministério MCWE. Vários ex-funcionários informaram possíveis violações criminais ao fisco, alfândegas e ao serviço postal norte-americano.
Cerullo foi proibido de aparecer na televisão de toda a Grã-Bretanha a menos que pudesse autenticar os milagres que supostamente fazia, e a comunidade judaica protestou diante do que eles chamaram de tentativas insinceras dele para converter os judeus ao Cristianismo. Além disso, muitos que estabeleceram organizações religiosas respeitadas se distanciaram de Cerullo e da MCWE. Os advogados neste caso estão seriamente preocupados que as práticas de arrecadação de dinheiro de Cerullo são prejudiciais especialmente para os idosos.

Previamente a juíza do Tribunal Superior Linda B. Quinn negou uma moção de Cerullo para que desconsiderasse as reivindicações de Warren. Cerullo pediu a juíza uma posição favorável. Ele buscou imunidade apelando para a primeira emenda constitucional. A apelação foi ouvida na Corte Superior do Estado da Califórnia em San Diego no dia 14 de novembro.

Segundo a opinião geral, a audiência foi favorável aos oponentes de Cerullo. O próprio Cerullo estava presente com a esposa para acompanhar os procedimentos. Em vez de dar resposta às acusações, Cerullo está tentando se esconder atrás da primeira emenda que diz que um ministro não pode pleitear contra outro.

John Paul Warren, o antagonista de Cerullo, quer que ele seja exposto a comunidade cristã por causa de suas ações. Ele diz que tentou durante quase dois anos convencer a liderança da Assembléia de Deus a submeter Cerullo a correção, mas de todas maneiras possíveis tanto Cerullo quanto a AD recusaram. Ele diz que viajou com Cerullo pelo mundo e testemunhou as ações dele em primeira mão. Ele pediu para Cerullo devolver os milhões de dólares que tinha arrancado dos doadores, mas de maneira previsível Cerullo recusou. Assim Warren percebeu que não teria nenhuma outra escolha além de ir aos tribunais.

Warren também afirma que uma igreja da AD no Oregon decidiu não o contratar depois de saber do seu processo contra Cerullo. Warren alega interferência dos funcionários do MCWE que prejudicaram a sua relação com a AD e afetou a prospecção de futuros trabalhos.

O MCWE declarou que para arquivar o processo, Warren tinha exigido U$2,2 milhões de dólares para não ir adiante. Tinham lhe pedido também que submetesse as denúncias a uma arbitragem cristã, mas ele recusou. Warren disse que iria para arbitragem se o MCWE pagasse todas as despesas, segundo disse o MCWE.

Outro processo contra Cerullo foi resolvido recentemente fora dos tribunais. Harry Turner, um vice-presidente do MCWE que renunciou em novembro de 1999, disse que o acordo lhe impediu de revelar a quantia envolvida na negociação. De acordo com uma carta dos arquivos do tribunal, o advogado de Turner tinha pedido U$800,000 dólares para resolver esta disputa "sem litígio”. A lista de denúncias de Turner contra Cerullo incluía alegações de mentiras e fraudes feitas aos seus doadores.

Davis Frast, um oficial de informação e inspetor do Serviço de Inspeção Postal, disse que a sua agência tinha recebido reclamações sobre o ministério de Cerullo e que estava nas primeiras fases de uma investigação.

Voltando aos anos 90, a Assembléia de Deus tinha com o evangelista Morris Cerullo um programa em rede nacional [N.T.: no Brasil semelhante ao programa “criança esperança”] com um convidado especial: Robert Tilton.
O propósito era arrecadar dinheiro para comprar de volta [da justiça] o “Heritage USA”, um parque temático cristão em Fort Mill, Carolina do Sul, fundada por Jim Bakker. Nos anos oitenta o “Heritage USA”, atraiu mais de 6 milhões de visitas ao ano e empregou mais de 2000 pessoas.

Cerullo teve êxito neste empreendimento e o parque ficou aberto durante alguns anos, mas não obstante fechou as portas em 30 de novembro de 1997. Mas o que a maioria das pessoas não ficou sabendo foi o fato de que Morris Cerullo empreendeu esta aventura porque o “número um” da Assembléia de Deus, Thomas E. Trask lhe pediu que fizesse isto. A Assembléia de Deus por seus diferentes superintendentes era a força que conduzia e controlava tudo por trás do Clube PTL de Jim Bakker.

Jeffrey K. Hadden, professor de sociologia na Universidade da Virgínia em Charlottesville, informou que “uma cláusula pouco conhecida na escritura do Heritage USA é a que o repassa para as Assembléias de Deus no caso de Jim e Tammy Bakker não puderem mais administrá-lo".

O que chama a atenção é o fato de que Robert Tilton nunca fez parte da Assembléia de Deus ou do PTL. Ele era de uma “fé” evangelista independente que viu o valor da televisão e a reaquisição do Heritage  USA incluiu o poder da mídia televisiva e a facilidade de se tornar mais atrativo. (Oral Roberts também competiu nesta aventura contra Morris Cerullo e perdeu!).

A mídia secular informa que na Assembléia de Deus do Reavivamento em Brownsville quatro pastores envolvidos na “revivificação” possuíam sua própria organização de caridade “sem fins lucrativos” e isentas de impostos, iguais a de Cerullo para lucrar com a “revivificação”.
Infelizmente para as ovelhas é muito comum evangelistas da televisão e até mesmo pastores e pregadores serem vigaristas e ladrões.

Embora seja uma lei federal americana que toda organização sem fins lucrativos, inclusive universidades e ministérios Evangélicos, tem que liberar ao público seus cinco maiores salários pagos ao seu quadro de pessoal, poucos do seguimento cristão obedecem a esta lei.

Um pastor pentecostal condenado recentemente a prisão por enganar a sua congregação no estado do Colorado admitiu ter feito “algo horrível, horríveis coisas”, diante de um punhado de membros da igreja sentados no tribunal.

De acordo com o jornal “Colorado Springs Gazette”John Harris da Primeira Igreja Assembléia de Deus em Canon City ficou uma 21 meses em um presídio federal por desviar mais de U$350,000 da sua congregação, perto da cidade de Denver.

“Eu sinto muito pelas feridas profundas infligidas pelos crimes de fraude, decepção e mentiras que eu cometi”, disse Harris, 41 anos, no tribunal. Sem autorização, ele abriu uma conta no nome da igreja e levou empréstimos usando uma autorização forjada dos líderes da igreja.
Harris gastou o dinheiro em um spa, um campo de golfe e em ações na bolsa de valores.

“Ele permitiu que os seus desejos para ser bem sucedido o cegassem diante da loucura que estava fazendo”, disse o advogado de Harris, Warren Williamson que buscou indulgência citando a família do seu cliente, filhos e uma história de boas obras.

O juiz Walker Miller disse que o pastor procurou “o altar do deus material”. “Não é meu trabalho perdoar você”, disse Miller, a “Gazette”. “É meu trabalho punir você”. A esposa de Harris, Linda, também foi condenada por ter participação no esquema.

John Harris, Morris Cerullo, Jim Bakker, Jimmy Swaggart e Karl Strader são apenas a ponta do iceberg de muitos salafrários da Assembléia de Deus que usam as ovelhas para o seu próprio ganho.
Além destes temos outros como o Dr. Henry J. Lyons, Billy, Ned e Franklin Graham, Robert Tilton  para citar alguns.


Referências:

Traduzido por Edimilson de Deus Teixeira
Fonte: Site Jesus is Savior




Postagens populares

JESUS o único caminho

A B E N Ç Ã O DO SENHOR ESTEJA SOBRE OS SINCEROS

O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Nm 6.24-26

Quem sou eu

Minha foto

Meu nome: Maurício Cerqueira, sou pastor da Assembleia dos Santos (Nome dado pelo Senhor em profecia) igreja do Senhor e seus remanescentes; pela misericórdia antes de ser consagrado pelo homem, tive o privilégio de ser consagrado pelo DEUS TODO-PODEROSO. Então, vivo para a Sua obra e persevero na Palavra, é necessário, pois me foi imposta esta obrigação (Jeremias 15:16). Tenho outro grande privilégio de trabalhar só para o Altíssimo e aprender a viver no dia a dia João 5:39; 14:21; Mateus 7.21; 22.37-39; I Coríntios 7:23; 13; Salmos 37.4; Provérbios 1.7; 2; Jeremias 15.16; 29.13 e 33.03... e a ser grato ao SENHOR que me proporciona todas as condições, me sustentando de todas maneiras para se concretizar o seu querer na vida deste servo inútil que lhe pertence. A L E L U I A

Receba atualizações por email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

>